BLOG

Como montar um projeto de coaching que vai além do tradicional


Vendas Online
11 de março de 2017 • ,

Em um mercado que cresce cada vez mais, é importante que os profissionais tentem sempre se reinventar diante das possibilidades que têm em mãos. Um coach que não está antenado com as mudanças principalmente no mundo digital está sempre prestes a perder espaço e sumir, por isso é importante que ele consiga montar um projeto que a longo prazo o mantenha ativo, visível e com clientes.

E a pergunta que a gente sempre quer responder é: Como um coach pode estruturar o projeto dele para que não fique refém ou dependente do atendimento “um a um”?

A importância de montar um projeto durável

Hoje eu atuo diretamente com coaches que, por sua vez, já tem seus clientes remunerados, já têm uma certa experiência, e ainda assim vejo muitos coaches que não consegue fugir dessa única opção.

Recentemente fazendo uma das reuniões que mais gosto com uma coach que é minha cliente, sobre “O Mergulho Profundo em Seu Cliente Ideal”, uma das ideias ali era realmente essa: encaixar as necessidades de seu cliente. Você descobre tudo sobre seu cliente e aí, com isso em mãos, se sente mais confortável para ter insights, criar publicações pro Facebook, conteúdo no blog, vídeos, lives etc.

Enfim, um cronograma de ação que te coloca em contato maior ainda com as pessoas interessadas em seu trabalho. Criando uma espécie de rede de comunicação que sempre aponta para o mesmo lugar: você.

Todo lugar que ele acessa, tem um link para seu curso ou e-book. Todo lugar mostrava essa opção a mais.

O que nos leva a pensar no quanto é importante o coach já estruturado e trabalhando com isso para criar seu projeto de coaching a longo prazo. Um projeto que o permita realmente viver disso.

E eu divido isso em três etapas.

Como montar um projeto que automatizado

Primeira Dica

Na primeira delas o objetivo é bem simples: Resolver problemas específicos. Sim, não adianta ter uma programação e um objetivo estratosférico e não conseguir nem dar os primeiros passos.  Crie uma espécie de escada em que cada degrau é um desses problemas.

Para montar um projeto é preciso solucionar problemas

Tenha em mente que quanto mais você tiver sucesso em pequenas etapas, mais motivado você fica para continuar, então vá subindo cada degrau de uma vez. E não tenha medo de altura, ao olhar para trás o que você verá é um caminho firme e cheio de sucessos.

Aqui na nossa empresa, por exemplo, temos uma demanda de coaches que querem sair do “pro bono” e arrumar clientes pagantes, e para esse problema específico, a Jaqueline Salles por exemplo criou um curso específico para resolver esse problema para o Coach que é o Treinamento Coach de Resultado. Um problema específico que é sair do pro-bono e ter clientes pagantes é resolvido com um curso específico.

Então esse curso é oferecido para os coaches que agora tem essa oportunidade de transpor esse obstáculo por um valor.

Mas é quando você vê essa escadinha já se montando que você encaixa a segunda dica.

Segunda dica

Tenha três opções de oferta para o seu cliente.

É preciso apresentar essas três opções para seu cliente, sempre. Por exemplo, seu processo individual que pode estar custando é e sempre será o mais caro. Afinal é o seu tempo ali se dedicando a unicamente uma pessoa.

Mas e se o seu potencial cliente não puder pagar esse valor?

É por isso que sempre sugiro que se pense na escadinha e também tenha opções para o seu cliente poder adquirir algo de você.

Por exemplo você poderá criar um produto digital como fizemos por um valor de R$ 497 onde nesse produto você irá resolver um único problema que o seu cliente esteja passando, como fizemos com o Coach de Resultado.

Logo depois você poderia ter um outro produto digital com um valor de R$ 997 onde você vai resolver um número mairo de problemas do seu cliente e oferencendo ainda mais conteúdo e soluções para os problemas dele.

Ou você poderia criar nesse momento um processo reduzido ao invés das famosas 12 sessões, talvez um coaching em grupo e online, enfim, o importante é não perder o cliente em nenhum degrau da caminhada.

Você precisa montar um projeto com soluções diferentes

 

Terceira dica

Tenha essas ofertas prontas.

Não seja um profissional de uma via só, só tendo o atendimento “uma a um” como sua única opção.

Não seja refém de uma estrutura que não dá opções para seu cliente. Ainda mais em um mundo tão digital, isso é um pecado profissional.

Por exemplo, se você vai fazer um trabalho com alguém que quer emagrecer, trace metas de quilos que irá perder e motive-o com os resultados, mas monetize isso.

Crie um ebook gratuito com receitas para 1 programa de 7 dias que a pessoa possa seguir, depois crie um curso completo com receitas, lista de compras, programa de exercícios por um valor de entrada.

Depois crie um grupo personalizado com o seu acompanhamento mais personalizado em grupo, por um valor maior do que o do curso. Afinal agora você estará ali junto com ele e com o grupo todo para que consigam o resultado.

Crie um ambiente onde seu cliente pode estar explorando mais e mais opções de seu conteúdo a todo tempo. Agregue valor ao seu trabalho e a seu produto.

Lembre-se sempre que estamos em um mercado ágil e constantemente em reformulação e evolução, não se deixe ficar para trás. Aproveite as ferramentas que têm a sua disposição e sempre vá mais longe.