BLOG

7 dicas para criar produtos digitais e crescer sua marca


Infoprodutos
21 de abril de 2017 • , ,

Não adianta fugir, o futuro chegou. A internet é tanto uma ferramenta como um meio de alcançar lugares e pessoas inimagináveis. E não usar isso para fazer sua marca crescer é um desperdício incrível. Então, não perca tempo! É mais do que hora de criar produtos que aproveitem esse espaço virtual.

Mas antes disso, você precisa entender como eles funcionam, quais são as principais plataformas, como criar cada produto e qual o melhor jeito de divulga-los. Resumindo, antes de correr por aí, é preciso aprender a andar, comprar o tênis mais correto, traçar um percurso e fazer um aquecimento.

Entretanto, não tenha dúvidas! Não existe lugar mais importante para você estar nos dias de hoje do que na internet. Por isso, encare esse desafio.

Entenda em que área você pretende criar produtos digitais

A primeira coisa que você deve fazer é descobrir em que área você está mais preparado para criar um produto, seja ele uma vídeo-aula, um e-book ou um workshop online. Não importa, você precisa dominar aquilo. Portanto, use tempo pensando nisso. Anote suas habilidades e áreas onde se sente melhor, analise cada uma e parta para um caminho.

Em segundo lugar, tenha em mente que não existe mágica. É preciso muito trabalho, estudo e esforço. Não existem fórmulas e cada público é um público. Então, analise bem o cenário que você vai entrar, estabelece ferramentas e táticas. Esteja à vontade com os seus próximos passos para criar produtos.

Existem muitas ideias para criar produtos digitais

E lembre-se: é lógico que o dinheiro é importante, mas, talvez, ele não venha logo de cara (principalmente se você estiver fazendo tudo sozinho e sem experiência). Então, não desanime, mantenha-se firme e siga em frente.

Sabendo disso, vamos às dicas para criar produtos que realmente atraem seu público?

7 dicas para criar um produto que impacte o seu público

E-book tem alcance alto e custo baixo

Se você não está acostumado com o termo, lembre-se que o e-book é como um livro, só que digital. Seus custos então são muito baixos, não precisa de impressão e praticamente nem de uma diagramação. Somente com uma ferramenta de texto como o Word você já consegue produzir um e-book.

Essa é uma forma incrível de fazer um produto digital de alto alcance e custo baixo para impactar mais pessoas com o seu negócio.

Vídeo-aulas e lives são os conteúdos do momento

Encare as duas como aulas, uma gravada e outra ao vivo, mas ambas com o mesmo intuito de ensinar uma técnica ou discutir a fundo algum assunto. Além de uma câmera, iluminação e cenário, se preocupe com dicção, simpatia e um público interessado.

Estando de frente para uma câmera o mais importante é reter a atenção do público, mas não se apavore. Com um pouco de prática, você poderá aprender isso facilmente. Estou fazendo até uma série especial sobre lives em meu canal do Youtube. Acesse aqui e confira!

Podcasts são a mídia do futuro (e o futuro chegou)

Um terceiro braço dessa comunicação é por meio do áudio. Sim, como um programa de rádio. Crie um pauta dinâmica, discuta um assunto, apresente exemplos e dê sua opinião. Vá mais longe, entreviste autoridades sobre o assunto ou gente com experiência naquela área. É lógico que nesse caso é preciso depois ter um gasto com edição ou o conhecimento técnico, mas ainda assim é um opção com um público cativo.

O podcast é uma das mídias que mais crescem na internet. Ele já existe há alguns anos, mas, até então, estava muito fechado no público nerd. Hoje, com a popularização dos smartphones, essa mídia é muito mais acessível. Para ter ideia, o iPhone já vem com um aplicativo de podcasts.

Coaching online é uma oportunidade de quebrar barreiras

Hoje, com facilidades de comunicação via vídeo, é fácil criar esse tipo de produto e atingir públicos que você nem imaginaria chegar perto alguns anos atrás. Você pode combinar sessões individuais ou até chamadas com vários participantes ao mesmo tempo. Encare isso como uma conferência, já que através da câmera de seu computador.

O produto que o Coach vende é sua capacidade de transformar a vida das pessoas, mas será que é preciso estar presencialmente para fazer isso? É claro que não. E a internet tem quebrado todas essas barreiras físicas e de espaço.

Grupos fechados criam comunidades apaixonadas

Cada rede social tem a capacidade de criar grupos privados onde só seus membros conseguem interagir. Nesses grupos é fácil divulgar conteúdo, criar discussões e ainda por cima ter um feedback rápido e preciso sobre seus serviços. Seja no Facebook ou Whatsapp, grupos com membros são um modo de interação que aproximam o Coach de seus cliente de modo íntimo.

Há alguns dias, o Facebook está testando a capacidade de páginas do Facebook criarem e interagirem com grupos. Essa é uma prova que as comunidades são cada vez mais valorizadas e que esse caminho pode criar uma comunidade apaixonada em torno da sua marca.

eMagazines ainda são pouco exploradas, mas têm grande potencial

Menos popular que a maior parte dos outros exemplos, essas revistas têm um potencial incrível. Com uma periodicidade definida, com conteúdo diversificado e pautas que abracem o assunto de modo muito mais amplo, é possível dar mais autoridade ao seu trabalho.

No Brasil, vende-se mais tablets do que computadores. E o comércio de e-readers (leitores de livros digitais) também cresce muito. Diante disso, as eMagazines são oportunidades incríveis de impactar um público que ainda está esquecido pela maior parte do mercado.

Multi-formato é a melhor forma de ir cada vez mais longe

E aqui talvez esteja um dos segredos do sucesso. Nenhum desses produtos precisa estar engessado em um formato. Busque um assunto, discuta ele no grupo fechado, faça um vídeo, produza um podcast, crie um artigo dentro de sua revista. Resumindo, onde quer que procurem seu conteúdo, faça seu público achá-lo.

Esse é um dos grandes segredos. Se você prestar atenção nos maiores nomes do seu mercado, verá que eles estão em diferentes plataformas. Mas, tome cuidado! Isso não significa que você precisa estar em todos os lugares. Você só precisa estar onde seu público está.

Dúvidas sobre como criar um produto?

Mas independente de qualquer dica ou ferramenta, a primeira coisa que você deve fazer é colocar a mão na massa. Dê as caras, não deixe de tentar. Se não der certo na primeira, parta para a segunda e assim por diante.

E lembre-se que é preciso criar produtos que ficarão para a posteridade. Então, nenhum trabalho é perdido. Talvez, ele não seja o mais procurado naquele momento, mas pode se tornar um sucesso um sucesso no futuro, Então não deixe de fazer.

Não fuja do futuro e não desperdice essas oportunidades.